Programação

Programação completa Semana da Dança da UFSC clique aqui

Devido a chuva, os locais das performances de 26/04 (quinta), foram alteradas para:
* Ogunhê – 12h – Local: varanda do Centro de Cultura e Eventos
* Composições aéreas em tecido – CANCELADA
* Ballet real polones – 18h - Local: varanda do CCE
* O mar em mim – 20h – Hall do CFH

TODOS OS EVENTOS SÃO GRATUITOS E ABERTOS AO PÚBLICO

As inscrições serão realizadas por ordem de chegada 30 minutos antes da realização das mesmas.
Aproximadamente 20 vagas para cada oficina.
Não é necessária a inscrição por email.
Recomenda-se utilizar roupas maleáveis e confortáveis para atividade física.
WORKSHOP: “MOVIMENTO-VOZ-CRIAÇÃO”
Dias 22 e 23 de abril
Ministrantes: Martin Kravitz e Fabíola Biasoli
Horário: 09:30 às 12:30 e das 14 às 17  horas
Local: Laboratório de Dança B – Bloco 5 – CDS/UFSC
Vagas: 25

CONFERÊNCIA:  “A Life in Dance: Bridges between Artistic Eras and Continents”

Dia 24 de abril
Conferencista: Martin Kravitz
Horário: 9 as 12 horas
Local: Auditório do CED
Capacidade: 80 pessoas

 

PERFORMANCES 
Dia 25 de abril 

10h

Composições Aéreas

em Tecido

Projeto de extensão:
Acrobacia Aéreas e Tecido – UFSC

Lago
(lado Centro de Cultura e Eventos)

11h

Vida Cigana

Sarah Romi e nenê

Kumpania Anima

Praça da Cidadania
(frente Reitoria)

12h

Ressonâncias da Africa

Abayomi

18h

Pensando em Dolores

Claudinei Sevegnani

Una Cia de Dança

Dia 26 de abril

12h

Ogunhê! Pelas lutas de ontem e hoje! Alexandra Alencar e Gabriella de Souza

Varanda do Centro de Cultura e Eventos

16h30min

Composições Aéreas em Tecido Carla Trindade e Alunos do Projeto de extensão
Acrobacia Aéreas e Tecido – UFSC
CANCELADA

18h

Ballet Real Polonês
A dança dos lamentos e vitória
Familia UBU – CEART/UDESC Varanda do CCE

20h

O mar em mim Grupo de Dança Fazendo Corpo Mole – UFSC

Hall do CFH

OFICINAS
Dia 27 de abril

10 às 11h30

Salsa Cubana Ed Charlles Dança A / CDS

13h30 às 15h30

Biodanza Geny Aparecida Cantos Dança A / CDS

9 às 12h

Dança Indiana Classica Adriane Martins e Madhava Keli Dança B/ CDS

13h30 às 15h

Zouk Bruno Machado Dança B/ CDS

9 às 12h

Movimento Expressivo Maria Sol Espasandin e Luca Pacella 402 – CCE/Artes Cênicas

14 às 16h

Brincando Cacuriá Ieda Moraes Takaya 402 – CCE/Artes Cênicas

10 às 12h

Contato Improvisação Ana Alonso CIC – Centro Integrado de Cultura

12h às 14h

Jam Session de Contato Improvisação Ana Alonso CANCELADA

13 às 15h

Improvisação: Autonomia criativa em Dança Claudinei Sevegnani 403 – CCE/Artes Cênicas

15h30 às 18h

Prática de Performance de Improvisação Silmar Pereira 403 – CCE/Artes Cênicas

VIDEO DANÇA
Dia 29 de abril – 17:30

Local: Auditório Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos da UFSC

Projeto RU – Vera Torres e Coletivo R.U/UFSC
Abraços – Charlene Simão, Tamara Hass, Claudinei Sevegnani
Tudo Gira – Lincon Soares e Sarah Ferreira
Tambor de trovão – Mônica Pimenta e Sarah Ferreira
Águas que dançam - Ligia Martins e alunos da Escola Municipal de Santo Amaro
Stone Water -  Ida Mara Freire/UFSC

MOSTRA ARTÍSTICA
Dia 29 de abril – 18h

Local: Garapuvu – Centro de Cultura e Eventos da UFSC

Coreografia

Grupo/Companhia

Música

Coreógrafo

Elenco

Sinopse

Popular Tarantella

Assemblé Escola de Dança

Tarantela (cultura popular)

Lígia Martins

Cintia de Melço Bruggmann e Maria Luiza Magalhães

Congregar características de danças populares compreendidas pelo contexto local de Águas Mornas

Passion Tanguera

Casarão da Dança

Alexandre Silveira de Souza e Eliza Goularte Moritz

Carlos Eduardo Correa, Alessandra Antônio, Caroline Junckes, Arthur Chaves, Fabrício Pinho Cardoso, Crysley Taise de Souza,  Juliani Perchi, Ramices Pinho, Suelen Maurício, Wagner Antunes, Tiago  Freitas, Dayane Ros, Giuliane Gava, Eduardo Alves

Coreografia de tango que trabalha a dança em sua forma clássica argentina com técnica e sentimento, mesclando e drama,  paixão, a sexualiade e a agressividade

Fandangos de Huelva

Grupo Aire Y Compás

Pro um almendro He sabido – Carmen Linares

Marilyn Mafra Klamt

Alessandra Koehler, Arinês Ciotta, Daniela Teles, Kátia Moreira, Marilyn Mafra Klamt, Sheila Vega

Pesquisa sobre os fandangos de Huelva dançados na província de Huelva, no Sul da Espanha e que tem sua origem no folclore andaluz

Zapateado por Tanguillos

Cia Almaire

Zapateado – Jesus

Rafaela Carrasco

Janine Jimenes e Marilyn Mafra

Coreografia da coreógrafa espanhola Rafaela Carrasco

Bandoneon Ballet

Ballet do Espaço Vida Saudável com Dança

Under the moon (Electrotango; Pulmón (bajofondo); Infiltrado ( (Bajofondo)

Ana Carolina Leimann

Ana Carolina Leimann, Ana Cristina Medaglia Dyonisio, Camila Gabriela Dziedzic dos Santos, Fernando Verzola, Laurien Nasciemnto, Maria Laura Cabral de Menezes, Michele Matos, Stephani Stamboroski, Thalyne Nadja Dittert Cabral

Mistrura técnica do bale clássico com o tango. Na dança é caracterizado pelos adornos e na música pelos instrumentos clássicos contemporaneizados com a música eletrônica

Metade

Cia Nando Berto/Casarão da Dança

Luís Fernando Berto

Alexandre Silveira de Souza, Eliza Goularte Moritz, Luiz Fernando Berto, Julia Weiss, Eric Zetterman, Luiza Soares Weiss, Marcela Almeida Zequinã, Guilherme Sarkis, Mariana Bleyer e Gustavo Leite

Baseado no poema homônimo de Oswaldo Montenegro e com coreografias compostas com modernas técnicas de dança de salão, jazz e dança contemporânea, o espetáculo Metade faz referência aos múltiplos sentimentos com os quais nos confrontamos diariamente

Brasilidades

Grupo Flores do Nilo de Fusão Tribal de Dança do Ventre

Julieta Furtado e Grupo Flores do Nilo

Espetáculo de dança que busca evidenciar a diversidade da cultura corporal contemporânea. Neste mosaico construído a partir  de ritmos brasileiros, africanos, beduínos, buscamos despertar emoções ancestrais de resgate e fortalecimento do feminino sagrado

Open Barthes

Grupo Rumor

Sonoplastia de Amanda Leite

Grupo Rumor

Renata Ferreira e Eduardo Silveira

Da ideia-problema que marca o discurso amoroso, bem como das suas aporias, a performance é construída a partir de uma impessoalidade da relação eu-outro. Das ausências segue-se um processo de fragmentação das palavras. O objetivo é construir cenicamente a ideia de restos ou cacos do discurso.